Aqura

Finalmente, com a festa de hoje, a Igreja quer tributar a Jesus um preito de reparação,

“O que come e bebe indignamente, come e bebe para si a condenação, não fazendo discernimento do corpo do Senhor” (1Cor 11, 29)

Diz São João Crisóstomo: “Não comungar seria o maior desprezo a Jesus que se sente “doente de amor” (Ct 2,4-5)”.